Comente Agora

Um Novo Alvorecer

Só Jesus Tem Poder

Quanto Custa Um Parlamentar No Brasil?


Este estudo foi divulgado pelo Bom dia Brasil, demonstrando quanto custa os parlamentares Brasileiros. Os dados são inacreditáveis, é uma vergonha. O minuto trabalhado custa ao contribuinte R$ 11.545 reais. por ano, cada senador não sai por menos de 33 milhões de reais. O custo anual de um deputador é em torno de 6 milhões de reais. O vídeo mostra um gráfico comparando os custos do Brasil com Itália, França, Espanha e Argentina. Resumindo, "OS PARLAMENTARES BRASILEIROS SÃO OS MAIS CAROS DO MUNDO". Ajudem a divulgar, quem paga isso tudo somos nós contribuintes. Isto é Um Escândalo,Uma Vergonha Brasileira, Pois Legislam em Causa Própria. Fora Parlamentares...

Quem Irá Nos Julgar? Nossa Própria Consciência Se Encarregará de Nos Condenar

Quem Irá Nos Julgar? Nossa Própria Consciência Se Encarregará de Nos Condenar

Parabens Paulinho Prefeito de Lagoa da Prata

Parabens Prefeito, Você mostrou ser honesto e no Primeiro ano de seu governo, não é politicagem não, Ajude os pobres com este Dinheiro, Seja como Jesus e você será abençoado
Vereadores de Lagoa da Prata, no Centro-Oeste de Minas, rejeitaram por cinco votos a três um projeto de lei apresentado pelo Executivo que propunha o fim do pagamento do 13º salário para prefeito, vice e secretários. Enquanto o Legislativo justifica que a aprovação do projeto poderia ser entendida como uma desvalorização do servidor público ou usado como marketing político do prefeito, o Executivo afirma a necessidade de economizar e colocar as contas da administração municipal em dia. Segundo o prefeito Paulo Cesar Teodoro (PDT), o Projeto de Lei Complementar 11/2013 foi entregue à Câmara há cerca de 30 dias. Com o fim dos pagamentos, o município conseguiria economizar cerca de R$ 100 mil ao ano. Teodoro não entende por que uma iniciativa que visava ajudar o município a deixar as contas no azul pode ter sido vetada. “Estamos querendo cortar na própria carne para gerar economia aos cofres públicos. Não pensávamos que o Legislativo iria contra esse projeto”, diz. Ele explica que assumiu a prefeitura com muitas dívidas deixadas pela administração passada. Só com uma empresa, o município estaria com débito de R$ 600 mil. Existe também o atraso no pagamento de R$ 100 mil para o hospital da cidade. “Além disso, um empréstimo de R$ 3,6 milhões, feito há dois anos para calçar ruas da cidade, começa a ser pago este ano”, acrescenta. O prefeito afirma que a verba economizada seria utilizada em áreas como saúde e urbanização. "Temos um CTI com 10 leitos e não temos aparelho de mamografia e tomografia. Muitas ruas da cidade precisam ser pavimentadas e existem muitos projetos voltados para juventude que estão precisando de investimento. Essa verba não solucionaria todos os problemas, mas seria uma ajuda". Para o presidente da Câmara, Edmar Nunes Miranda (PDT), o projeto seria realmente interessante para economia da cidade. “Porém, a maioria dos vereadores decidiu votar contra e acabou sendo rejeitada a proposta”, explica. Miranda informa que enquanto alguns vereadores acharam que o corte do 13º representaria uma desvalorização, principalmente do secretariado, outros acreditaram que o projeto seria, na verdade, uma artimanha política. “Eles questionaram a intenção dessa iniciativa, se o prefeito poderia ter deixado de pagar o 13º sem ter que fazer uma Lei para isso”, conta. Artimanha O vereador Adriano Moraes (PV) foi um dos que votaram contra o projeto. Ele acredita que o corte do 13º está mais ligado a marketing político do que ao pagamento de contas atrasadas. Ele afirma que a prefeitura tem uma arrecadação de R$ 6,5 milhões com impostos e o gasto com a folha de pagamento não chega a R$ 2 milhões. “Essa história de querer cortar na própria carne é na verdade uma artimanha para que o prefeito seja visto pela população como um ícone. No entanto, não existe uma crise em Lagoa da Prata que justifique tal projeto. E mesmo se houvesse uma crise, não seria o corte do 13º que solucionaria o problema”.

Bob Marley Morreu Gritando Jesus Cristo


Bob Marley, antes de morrer, gritou três vezes: "Jesus Cristo, Jesus meu Salvador, Jesus Cristo"

Andre Huie, do site GospelCity, escreve sobre o testemunho de Tommy Cowan, amigo íntimo de Bob Marley e esposo da cantora gospel jamaicana Carlene Davis. Cowan diz: “o que pode ser uma agradável descoberta para alguns é que Marley, pouco antes de morrer, confessou Jesus Cristo como Senhor. Em outras palavras, ele negou que Haile Selassie era Deus (como Rastas acreditam) e confessou a Jesus como o único Deus vivo e verdadeiro”. Falando sobre o batismo de Bob Marley, Tommy disse ter ouvido o bispo descrever assim o batismo: “Em um momento ele (Bob) chorou por 45 minutos sem parar, suas lágrimas molharam o chão. O Espírito Santo desceu sobre seu corpo e ele gritou três vezes: “Jesus Cristo, Jesus meu Salvador, Jesus Cristo